8 Dicas de SEO Para Otimizar o Seu Site.

ARTIGOS 16 de agosto 2018

Antes de começarmos com as dicas é importante que você saiba do que iremos falar.
SEO significa Search Engine Optimization traduzindo para o português de modo literal significa, Otimização para Motores de Busca. Agora com essa tradução já fica bem mais fácil ter uma noção do que abordaremos.

O SEO são técnicas que ajudam no rankeamento do seu site no Google (Oba), essa técnica é dividida em duas. SEO on-page e SEO off-page, o primeiro consiste em otimizar os motores de busca dentro do seu próprio site, melhorando os conteúdos, imagens e etc. Já o SEO off-page são técnicas usadas fora do seu site que irão te ajudar, como por exemplo a citação da sua página em uma outra.

Agora que você já sabe resumidamente o que é, nós vamos te dar 8 dicas de como iniciar o SEO em sua página.

1- Selecione palavras-chaves.

Palavras-chaves são aqueles termos que normalmente são pesquisados no Google, como por exemplo “Restaurantes baratos”, o Google oferece uma ferramenta que ajuda a verificar quais são os termos mais usadas e os menos usados, e na hora de selecionar quais você usará é interessante mesclar entre as mais usadas e as de menor frequência de uso. Assim você consegue ter uma chance maior de aparecer nas pesquisas.

2- Conteúdo de Qualidade

Aqui no blog, sempre que falamos sobre ter visibilidade, melhorar rankeamento e etc, nós comentamos da importância de produzir conteúdos relevantes e de qualidade para o público do seu blog.

Priorize sempre o conteúdo próprio, evitando fazer plágios, pois o Google reprova esse tipo de ação, fazendo com que sua posição fique baixa e podendo ser penalizado. No entanto, você pode criar um conteúdo e citar dentro dele um conteúdo produzido por outro site, isso é bem visto pelo Google, para os mecanismos de busca, isso demonstra o seu real interesse em fornecer informação sobre determinado tema para o público.

Vale acrescentar palavras chaves no meio do conteúdo, isso é um ponto a seu favor. Mas fique atento para usar excessivamente, pois aí o Google irá te penalizar. Use com sabedoria, a ideia é deixar o texto o mais natural possível.

Conteúdos com mais de 500 palavras demonstram aos mecanismos que você não está fazendo conteúdos irrelevantes e que deseja apenas ser rankeado.

Parece difícil de entender né? Mas não é, fique tranquilo.

A lógica do Google gira em torno basicamente na melhoria de experiências para os usuários, ou seja, ele não quer que o usuário navegue em conteúdos idênticos e irrelevantes, ou que não agreguem valor para quem está lendo.

Escrevas conteúdos com técnicas do funil de conversão, isso ajuda a deixar o conteúdo mais rico e fortalece no engajamento com o cliente. 

Entenda sobre o funil de conversão. Baixe nosso e-book gratuito. Confira!

3- Responda as perguntas.

Sempre que digitamos algo no Google queremos ter a resposta da nossa pergunta, e é por isso que você além de produzir conteúdos de qualidade, verifique se está respondendo a pergunta do problema.

Ofereça a melhor resposta, assim mais usuários vão clicar em site. Deixe tudo bem explicado e detalhado, para evitar que os mesmos precisem se deslocar para outros sites em buscas de respostas mais completas.

4- Invista no mobile.

O número de usuários que acessam sites e redes sociais através de dispositivos móveis, tende a aumentar cada vez mais, e você precisa estar pronto para receber esses usuários, concorda?!

Ninguém gosta de acessar um site através do celular por exemplo, e o site apresentar baixa qualidade, obrigando o usuário a utilizar o zoom para visualizar áreas escritas e dificultando a leitura.
Isso faz com que recorramos rapidamente ao botão para sair deste local.
Essa “saída” do site, é o que compõe a taxa de rejeição, uma métrica que verifica o quanto os seus usuários estão saindo do seu site. Números altos desta métrica significam que o seu usuário não está confortável e é preciso investigar o motivo.

Certamente você não gostaria de ter esse tipo de taxa alta para o seu site, certo?! É por isso, que você precisa ficar atento para a responsividade do mesmo, ou seja verificar se ele se adapta à diferentes tamanhos de tela, como celular, tablet, notebook e etc. Invista para que o site tenha essa característica e não afaste os usuários.

5- Imagens ajudam no SEO.

Nem só de palavras-chaves vive um SEO. Embora pareça estranho, as imagens podem te ajudar também.

Coloque em suas postagens imagens, infográficos, já que elas facilitam a leitura e deixam a mesma menos cansativa. Sempre que salvar alguma imagem para utilizar posteriormente, coloque de nome palavras chaves do conteúdo que você abordará. Como por exemplo: “8-dicas-de-seo”, isso ajuda na hora do Google identificar a imagem, pois embora a grande inteligência dos mecanismos de busca, ele ainda não é capaz de fazer essa leitura de imagens.

Vale colocar também no alt das imagens, esse é o espaço da descrição, coloque resumidamente e com palavras chaves.

6- Cuidado com URL longas.

Quando um post é criado do zero ele vem com URL grande e normalmente não faz sentido com o texto que você abordou, além disso, esse tipo de URL não favorece no SEO. Procure sempre colocar URL’s que tenham sentido com o seu conteúdo, tente colocar a palavra chave no início do nome do link. Outro fator que o Google aprova, são as URL’S próximas da home, ou seja, links que são fáceis de serem encontradas pelo usuário, que não ficam escondidos.

Uma dica extra aqui, é categorizar seus conteúdos, por exemplo, sua marca é de alimentos saudáveis, você pode criar categorias para abordar sobre alimentação saudável e também categorias para receitas. Conteúdos colocados em categorias tem maior relevância do que os conteúdos descategorizados.

7- Adicione links ao seu conteúdo.

Já citamos a importância de um conteúdo de qualidade e a dica de agora vai te ajudar ainda mais.

Você pode fazer um conteúdo completo e demonstrar para o Google que seu real interesse é ajudar o usuário na solução de seu problema, você pode fazer isso através da citação de outras páginas que abordam o mesmo conteúdo que o seu, ou algo semelhante.

Coloque de modo sutil utilizando hiperlinks, assim caso o usuário tenha interesse em buscar mais informações ele sabe onde procurar.

Você também pode colocar links de outros conteúdos do seu site, mas lembre-se que ele precisa ser relevante com o tema.

8- Títulos e Subtítulos.

Comentamos acima sobre as URL’S para atentar-se com o tamanho excessivo e na possibilidade de colocar palavra chave no link de preferência no início. A mesma dica se aplica para o os títulos e subtítulos.

Inserir a palavra chave no título facilita a leitura do usuário, já que o mesmo consegue identificar facilmente qual será o tema do conteúdo abordado. Nos subtítulos, que são as “seções” do conteúdo, eles deixam a leitura dinâmica, mas cuidado para não inserir palavras chaves em excesso nos subtítulos, pois isso é considerado pelo Google como uma tentativa forçada de melhorar o posicionamento que pode resultar em uma punição.

Agora que você tem algumas dicas, esperamos que você possa otimizar seu site. Lembrando que essas técnicas apresentam os
resultados são de médio e a longo prazo e que para apresentarem os melhores resultados as técnicas precisam ser feitas diariamente.

 

<div id="formulario-seo-743026628c9cb62688b8"></div>
<script type="text/javascript" src="https://d335luupugsy2.cloudfront.net/js/rdstation-forms/stable/rdstation-forms.min.js"></script>
<script type="text/javascript">
  new RDStationForms('formulario-seo-743026628c9cb62688b8-html', 'UA-45918016-1').createForm();
</script>

Não perca as melhores dicas para seu negócio decolar!
Preencha abaixo e receba nossos conteúdos exclusivos no seu e-mail.